Mensagens

O SOL E A SOMBRA

Imagem
  Sempre tão perto como se fizesses parte da mobília. Eras tu e nós. Um "tu" tão grande que nós tínhamos dificuldade em encontrar um recanto para nos sentarmos. Um local onde nos fosse permitido esquecermo-nos de ti. Podias ter ido embora e não foste, por medo e por vergonha. O que pensavam os outros foi sempre sobrevalorizado na tua vida. As vezes não te perdoava a cobardia porque ao ficares também sobressaíam as mágoas colhidas ao longo dos anos. Devias ter partido enquanto foi tempo. Um tempo frio, escuro como o breu, onde todos nós andávamos perdidos, cada um com as suas angústias. Crescidos, com pernas para andar e a maturidade construída tijolo a tijolo como uma casa de emigrantes. E eu com tanta urgência de vida que qualquer entusiasmo o escrevia em cadernos que levava para todo o lado. Eras tu o motor da carruagem. Gerias o nosso mundo interior mesmo quando o exterior de nós simbolizava indiferença. Foi por isso que deixei de ser teu filho aos vinte e seis anos e

ACREDITO

Imagem
  Acredito no azar, A minha vida tem tido tantos obstáculos... Eu acredito no azar Pois perdi o meu pai, perdi o amor. A minha vida não tem sentido, Como acreditar no amor ou na felicidade se não há motivo para sorrir, Não há motivo para ser feliz? Não encontro motivo para viver…   Joana Ramires

UM DIA...

Imagem
Uma bola de fogo entre o estômago e os pulmões cresce dentro de mim,  uma sensação de pânico inexplicável,  não que eu não consiga dar a entender o que sinto, mas sim porque não consigo especificar os motivos,  o lábio treme, os olhos ficam cheios a querer chorar, não consigo falar, não consigo que o meu corpo todo pare de estremecer, como se tivesse com frio embora toda eu esteja dentro de uma redoma de calor. Por vezes paro de ouvir, outras vezes ouço demais, pouco importa...  Penso muito, digo tudo mentalmente, mas deixar sair, deixar sair é uma missão impossível para alguém que sente isto,  Ninguém vê, ninguém ouve, ninguém percebe, propositadamente para não ter que explicar ou talvez só porque não é importante ver isso. Ansiedade,  um dia eu vou acabar com esta nossa relação tóxica,  um dia eu não vou ter que pensar duas vezes antes de fazer algo que eu quero por tua causa,  um dia farás parte apenas do meu passado,  um dia eu vou ser livre, livre de ti e quando o dia do adeus che

CANSADA

Imagem
  Sinto que já cheguei ao ponto de exaustão Nunca me respeitaram e eu sei, mas agora muito menos E vou consumindo cada dia tudo o que elas dizem E sei que também não passam de cobras venenosas a falar para aí Eu tenho de me mostrar superior. Quando era pequena, era menos bem sucedida e não tinha muitos inimigos Mas agora? O sucesso traz muitas invejas e entendo o porquê de tanto inimigo Estou cada vez mais perto do sucesso, em cada dia que passa esforço-me sem pisar ninguém E elas invejam isso porque não o sabem fazer se não pisarem as pessoas É triste, mas é a realidade Sinto-me orgulhosa de mim própria Para elas, ligo o "botão" da ignorância Princess

QUINTA-FEIRA, NOVO CONFINAMENTO? OH VALHA-ME DEUS!

Imagem
  O frio espalha-se, o vento empurra as folhas, o tempo escoa-se e eu embrulho-me em roupas ásperas. É neste cenário melancólico que uma dúvida me assalta há vários dias. Pesquiso na net, procuro conselhos, escuto os astros. E não há respostas fiáveis, confiáveis. A ignorância é um poço sem fundo, ameaçador, irreverente, que nos coloca em estado de ansiedade e tornamos a vida dos outros num inferno. Bloqueio as palavras, disperso-me em pensamentos e chateio os outros. E há tantas coisas que ignoro e nenhuma é causa de angústia! Se há vida extraterrestre, se existe o bosão de Higgs ou a partícula de Deus, se o universo é infinito, ou se houve 700 ou 900 espécies de dinossauros, são bons exemplos. Mas há outros também interessantes. Saber se no futuro haverá carros voadores, ou se o homem chegará a Marte em 2030, ou se vão ser criados rins e fígados em laboratórios a partir de células estaminais ou se os homens vão viver até aos 250 anos. Estas questões não me levantam qualquer ansie

O ENCONTRO

Imagem
  Ligou-se à vida no dia em que a história começou. Não sabia o que era viver porque os dias e as estações do ano seguiam o seu rumo sem o questionar. Reparava no sol tardio e nas nuvens brancas no céu azul, mas não encontrava na sua beleza mais do que a simples ilusão do infinito. Sentia-se colocado no mundo como uma encomenda num armazém, alinhado com as outras nas prateleiras, protegido da chuva e do vento, imóvel na maioria das vezes. Era uma manhã igual a tantas outras, com os rituais mecânicos de início de dia, apenas um vento gelado assaltou-o quando saiu para a rua e compôs um andar mais apressado para que o movimento o fizesse esquecer o desconforto do frio. Ao entrar no escritório viu-a sentada e perdida em pensamentos, logo na primeira cadeira da sala de espera. - Bom dia, está à espera de alguém? – perguntou. - Sim, bom dia. Estava à sua espera. E levantou-se de imediato apresentando a sua mão estendida que ele envolveu na dele. Era uma mão pequena e quente. Olhou p

A Ilha

Imagem
    Rasgo-me à procura de trilhos e sorrio como uma criança quando os encontro espalhados em paisagens iluminadas por luas cheias, tantas quantas cabem numa folha de papel. É estranho como as palavras se escondem por tempo indeterminado e depois surgem do nada, tão claras como lençóis de linho branqueados com lixívia. E a transparência permite a caminhada onde se adivinha a meta antes do próprio caminho se iniciar. Os dedos fogem por teclados mortos que ganham ecos e as palavras escorrem da solidão de um dicionário. Outras vezes, resisto mal ao tempo que demora a passar. A vida é sempre teste à nossa paciência. Não procuro outro lugar, apenas clareiras onde se dissolvam os dias. E hoje comecei cedo correndo tanto para ocidente que ainda presenciei um sol orgulhoso a sair do monte. Não sinto pressa em descer o morro mas a praia cheia de luz atrai-me de forma irresistível. Porque será que quem está lá fora anseia a ilha como espaço de libertação e para quem vive nela o espaço ind